14 de jul de 2017

Ao Abrir os Olhos 3.2 | O poder oculto!

Olá pinguins!
Realmente, eu quero dizer SORRY por parar de postar Ao abrir os Olhos. Esse final de semana eu tentarei postar mais capítulos. Anteriormente, Cristian encontra Lili, uma pinguim prisioneira, que parece ser sua irmã. Um pinguim do mal aparece e joga Cristian ao chão. Será que Cristian irá escapar dessa e derrotar o Bill? Confira nesse capítulo!
Finalmente, caio no chão. Eu fracassei, literalmente. Pensei que eu era o único que poderia proteger o prisma, mas, eu fracassei na missão. Lili está ferida, e olha para mim como aflição no rosto, o Bill não só a machucou fisicamente mas machuca-la internamente, e a raiva me domina, algo que eu deveria dominar.
- Não podes desistir agora.- Exclama Lili, gemendo.- Eu sei que você consegue, confio em você.- Ela pousa suas nadadeiras em meus ombros, como se tentasse me tranquilizar.- Vai lá, mostre que você é.
Me sinto confiante, as serpentes da incerteza e indecisão são mortas, e me sinto livre. Mas, de repente, partículas nas cores azul e vermelho contornam o meu corpo, lançando raios de luz; Raios de luz insuportáveis de ver.
- O... O escolhido! - Exclama Lili, com os olhos fechados. - Anos presa, e vejo a maravilha!
Então, meu corpo começa a girar, e essas partículas me lançam para cima.
- Minha vida é uma mentira.- Exclama Lili, se apoiando em um dos pilares de pedra.
Billy estava distraído, até as partículas me aterrissarem em um grande pilar da pedra.
- Ora, ora. Olha quem voltou.- Exclama Billy, rindo.
- Seu governo tirano não tem mais lugar aqui, Billy!- Exclamo. apontando minha nadadeira na cara de Billy.
Ela começa a pegar fogo.
- Vamos lá?- Indaga Billy.
Ele atira bolas de fogo em mim, mas eu crio um grande escudo e, todo poder que ele jogara contra mim, ia contra ele.
- É como os ditados dizem: O feitiço cai contra o feiticeiro. - Riu.- Minha vez, a diversão não é só para você.
Atiro uma mini bola de fogo em uma parede, e o poder dela fixa pela parede.
- Você precisa fazer aulas de alvo.- Ri ele, sarcasticamente.
De repente, no lugar onde atirei, começa tremores, e pedras misturadas com mini pedras caem sobre a parede. Billy foge das pedras, ativando uma alavanca por perto.
- O CHÃO É LAVA!- Exclama ele.
Lili se apoia, e a lava começou a aumentar o volume. Agilmente, Lili sobe um dos pilares de pedra, desviando das pedras que caiam.- A guerra absoluta entre o bem e o mal, a guerra para sobreviver ou morrer. A minha aventura estava nas mãos daquela luta. Lili pula no pilar do Billy, e, rapidamente, sobe. Nós dois trocamos olhares. Lili chega no pilar de Billy, bem na ponta. Algo inesperado acontece: Ela da um soco em Billy expulsando-lhe daquele pilar.
- VAMOS SAIR DAQUI, SE NÃO VIRAREMOS CHURRASQUINHO!- Grita ela, no meio das pedras.
Pulamos de pilar em pilar, até chegarmos na saída.
- O momento tão esperado...- Exclama ela.
E nós dois entramos na saída, dando a um lugar totalmente diferente.
CONTINUA..