O Segredo além do Iceberg #2 | O pássaro falante

Olá, pinguins! Sejam bem-vindos ao segundo capítulo de O Segredo além do Iceberg! No último capítulo os irmãos Birt e Dani se perderam na floresta de EdelPenguin, eles conheceram um misterioso lenhador chamado Mujubu, que os ofereceram sua cabana para passarem a noite, porém ao se assustarem com um misterioso monstro, eles acabaram fugindo...


... E agora terão que tentar voltar para casa e fugir da misteriosa floresta, agora eles acharam uma misteriosa vila abandonada, na esperança de encontrar alguém que os possa ajudar, eles decidiram explorá-la, mas será que encontrarão alguma coisa? Será que a vila está completamente abandonada? E a pergunta mais importante... Será que eles vão conseguir voltar para casa? Descubram as respostas para todas estas perguntas no capítulo a seguir, exceto a última, pois para descobrir a resposta dessa, vocês terão que acompanhar todos os capítulos da série, enfim, continue sua leitura.

Dani: Mister Puffle, Capitão azul, fofinho...
Birt: Dani, está escolhendo um nome para o seu puffle de novo?
Dani: Claro, meu puffle precisa de um nome, e é uma boa atividade para se passar o tempo até que achemos algo nesta floresta.
Birt: Então pode parar agora mesmo, porque eu acabei de achar algo!
Dani: Achar o que? ... Isso é maravilhoso!
Birt: Dani, uma vila meio destruída não é maravilhoso, na verdade tem um lado maravilhoso... Se acharmos alguém lá podemos pedir ajuda para voltar para casa!
Dani: Vamos lá, a vila está nos esperando!
Birt: Dani, não pode sair correndo assim! Ah, você nunca me escuta... Estou logo atrás de você!

Birt e Dani ficaram surpresos e felizes ao acharem uma misteriosa vila perdida na floresta, a vila parece meio destruída, como se algo tivesse passado por lá... Mas será que eles vão conseguir a ajuda que tanto querem para voltar para casa?

Birt: Dani está ouvindo este som estranho?
Dani: Sim, parece um passarinho gritando, é melhor nós darmos uma olhada!
Birt: Sim, está vindo daquele arbusto.

*passarinho gritando?*

Dani: Você quis dizer, este arbusto?
Passarinho Azul Falante: Olá, sou Lililuane, será que você poderia me ajudar a me tirar daqui?
Dani: Claro que eu posso passarinho falante! 
Lililuane: Muito obrigado, mas me chame de Lililuane ou Lili, por favor. Agora que me tirou daqui eu te devo um favor.
Dani: Um desejo! Eu desejos ser um tigre mágico falante!
Lililuane: Não, você não me ouviu direito, eu não sou mágica, eu disse "um favor", não posso lhe conceder desejos.
Dani: Então vou pensar no meu desejo mais tarde...
Birt: Dani com quem está falando? 
Dani: Estou falando com esse passarinho azul falante, ela se chama Lililuane.
Birt: Isso é ridículo Dani, pássaros não falam.
Lililuane: Olá, será que poderia ser um pouco mais educado?
Birt: Ah! Quem é você? Você está... Falando?!
Um passarinho falante? Isto é com absoluta certeza muito incomum e misterioso... Mas é melhor não julgarmos um livro pela capa, afinal compare-a com o pinguim falante.
Lililuane: Alguma coisa de errado? E quem é você?
Birt: Isso é estranho, pássaros não falam! Enfim... Eu sou Birt, e esse é meu irmão Dani, estávamos passeando na floresta e acabamos nos perdendo.
Lililuane: Hmmm, acho que posso os ajudar, vocês podem pedir ajuda a Sofafi do pasto, a boa dama da floresta, sei que ela poderá os ajudar!
Birt: O que? ... Isso é ridículo, não vou seguir o conselho de um passarinho falante, você está querendo nos levar para uma armadilha.
Lililuane: Pare de me chamar de passarinho falante, meu nome é Lililuane, e você pode não querer seguir o meu conselho, mas o seu irmão deve querer. Dani venha comigo, ainda te devo um favor, e vou ajudá-lo a voltar para casa.
Dani: Eu até iria, mas... Quero voltar com o meu irmão, me desculpe Lili.
Birt: Sim, e temos que nos apressar, estamos a caminho daquela vila.
Lililuane: Se eu fosse vocês não iria para aquela vila, pode ser perigoso.
Birt: Mas nós não somos você, Dani vamos para a vila.
Dani: Eu prometo voltar a falar com você quando pensar em meu desejo Lili, até mais!
Lililuane: Vão se arrepender de ignorar minha ajuda... Ah, tudo bem, eu vou com vocês, precisam de um guia para não se perderem nesta floresta.
Birt: Não precisamos de nenhum guia, posso muito bem me virar, mas já que você quer nos ajudar... Tudo bem, pode vir conosco.
Lililuane: Mas eu ainda vou levá-los para Sofafi do pasto, sei que ela poderá os ajudar.
Birt: Acho que parece ser uma boa ideia, tudo bem, eu vou com você, mas antes vou explorar esta vila em busca de ajuda.
Lililuane: Perfeito, então vamos explorar esta vila...
Dani: O Almirante azul está com um pouco de medo...
Birt: Não se preocupe Dani, seu puffle ficará bem.
Almirante Azul (puffle): Puff! Puff...Puff!

Continua...

Bem, acho que nem todas as perguntas foram respondidas neste capítulo... Mas quem será esta tal Sofafi do pasto? Será que ele poderá ajudar os irmãos? E será que alguém nesta vila poderá os ajudar? Bem, esta pergunta será respondida no próximo capítulo, que devido a este capítulo ser muito curto, o próximo pode chegar ainda hoje! Então fique ligado! Até mais e... Pinguinando!
Dica do próximo capítulo: A vila tão misteriosa, lá no por do sol espera por um renascer, mais sem uma luz tão brilhante, este renascer pode ser fosco e sombrio.